O seu projeto web definitivo

8 erros mortais para quem está começando um blog

8 erros mortais para quem está começando um blogOlá caros leitores!

Aqui no blog você já viu tudo o que precisa para ter sucesso com o seu blog.

Agora você verá tudo que tem que evitar para não sabotar e arruinar o seu blog.

Confira as dicas:

1 – A pressa é inimiga da perfeição

Muitos blogueiros acham que o simples fato de colocar o blog no ar o mais rápido possível é o passo crucial para o seu sucesso.

O que importa mesmo para o seu blog, é que ele  tenha um nicho bem definido e uma plataforma que lhe dê os recursos necessários para desenvolver o seu projeto.

Isso é um trabalho que pode levar um ou mais meses para ser bem trabalhado e estruturado.

Então não se apresse fazendo um blog gratuito como o Blogger ou o Wix, pois certamente você perceberá deficiências nos recursos oferecidos ou nos motores de busca (diga-se: seu artigo aparecer na pesquisa Google).

Indicamos a plataforma WordPress.org, que permite ao usuário personalizar tudo:

  • Layout
  • Funcionalidades
  • Escolha da hospedagem
  • Escolha do domínio.

2. Perder o Foco

É muito comum, o blogueiro ter a ilusão de que logo no primeiro mês receberá milhares de visitas e comentários no seu blog, e quando ocorre o oposto, ele acaba perdendo a motivação de postar novos artigos.

Saiba que é justamente a publicação regular de artigos que fará o seu conjunto ranquear o blog na pesquisa do Google, e também ser mais compartilhado nas redes sociais.

Blogar é um trabalho de médio em longo prazo, o fato de nos primeiros meses você receber poucas visitas não significa que o seu conteúdo é ruim.

E qual o período ideal de publicação (1 vez por semana, 2 ou 3 vezes por semana, quinzenalmente…?)

VALE A PENA LER TAMBÉM  Como colocar uma caixa de biografia do autor nos artigos no WordPress

Quem vai dar essa resposta para você não é os blogs do mesmo nicho ou blogueiros do qual você admire e sim o seu público, pela média de acesso reincidente, ou seja, de quem acessou o seu blog e principalmente comentou no seu blog duas ou mais vezes, isso que lhe trará o parâmetro de quantas vezes publicar por semana ou mês.

3 – Plágio de artigo

O que acontece se você copiar o conteúdo de outro blog sem nenhuma alteração?

Os motores de busca do Google confrontam o conteúdo de blogs do mesmo nicho.

Ao perceber que o conteúdo está duplicado, quem fez a duplicação é penalizado com esse artigo aparecendo por último na busca do Google.

Como dica, se você gostou muito do conteúdo de um blog, reescreva – o com suas próprias palavras e depois cite a fonte (blog) que contribuiu para o que você escreveu.

4 – Deixar o leitor falando sozinho

Para um leitor assíduo de blogs, não tem nada pior do que fazer um comentário ou pergunta referente ao artigo e não ter a resposta de retorno.

Isso pode até fazer que ele não visite mais o seu blog, por mais que goste dos artigos.

Sempre responda os seus leitores prontamente, agradecendo o tempo que eles investiram na leitura do seu blog e em seguida comente o que ele perguntou ou opinou.

5 – Títulos inexpressivos dos artigos

Um título de um artigo precisa ter 3 características para ser expressivo:

  • Diferencial
  • Intrigante
  • Atiçar a curiosidade do leitor.

Como se basear para escrever títulos impactantes?

A melhor escola prática disso é você ler notícias de portais como UOL, Terra, MSN e ver a forma que eles publicam uma notícia e a interligação com o seu conteúdo.

VALE A PENA LER TAMBÉM  Como deixar o WordPress seguro contra ataques forçados

Dessa forma, certamente você aprenderá macetes de como atrair o público para a sua leitura de forma natural.

6 – Conteúdo de baixa qualidade

A baixa qualidade do conteúdo do artigo, fica perceptível quando o tempo de navegação de um leitor é muito rápido no seu blog, ou quando ele lê no máximo 2 artigos do seu blog.

Como fazer o monitoramento disso:

Existem duas formas: Contadores de visita na home page e nos artigos ou a Ferramenta Google Analytics.

7 – Escolher a plataforma errada.

No Brasil todo mundo tem o hábito de querer fazer grandes projetos o máximo possível por plataformas e ferramentas gratuitas.

Isso é um grande erro, pois essas plataformas não mexem com o seu bolso, mas em contrapartida os recursos são mínimos e básicos.

Posso ter dar exemplos bem reais e convincentes disso:

Você já viu uma grande loja virtual montada no Wix?

Você já viu um grande portfolio criado no Weebly?

Você já viu um grande portal de notícia criado no Blogger?

Certamente não, para blogs a melhor plataforma disparada é o WordPress.org, já para lojas virtuais existem várias ótimas opções como Magento, Prestashop, Open Cart, Joomla, etc.

8 – Não divulgar

Não fique esperando que somente os leitores compartilhem nas redes sociais.

Faça você mesmo sua fanpage no Facebook, seu perfil no Instagram, entre em comunidades do Google Plus do mesmo nicho do seu blog, se estiver usando o blog para oferecer um serviço, faça o seu perfil no Linkedin, a propaganda é a alma do negócio!

Conclusão:

 

Esperamos sinceramente ter ajudado você com este artigo.

Caso ainda se sinta meio perdido com a blogosfera e com a plataforma WordPress que recomendamos para todo e qualquer blog, clique aqui e veja como podemos dar um suporte completo para tirar o seu blog do papel.

VALE A PENA LER TAMBÉM  Organize corretamente suas categorias e tags no WordPress

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *